ButterflyEffect e o Dia Mundial do Cancro da Mama

Home/ButterflyEffect e o Dia Mundial do Cancro da Mama

ButterflyEffect e o Dia Mundial do Cancro da Mama

cancro da mama

ButterflyEffect
Dia Mundial do Cancro da Mama

PT

“Nunca imaginamos o quão forte somos, até ao dia em que ser forte é a nossa única alternativa” 🙂

Hoje assinala-se o Dia Mundial do Cancro da Mama, numa forma solidária de chamada de atenção para esta doença, que afeta cada vez mais mulheres.
Este post é dedicado a todas as mulheres guerreiras.

#Butterflyeffect

A Parfois, numa campanha solidária com a causa, lançou na sua coleção deste ano dois lenços para a cabeça, com um desenho de uma borboleta, e cujas vendas revertem para o Instituto Português de Oncologia – IPO.
Foi também pedido, durante a campanha, que todas as mulheres usassem esse lenço no dia de hoje, como sinal de união entre todas, e da força que advém dessa união, no combate ao cancro da mama.
A campanha pode ser seguida nas redes sociais com o hashtag #butterflyeffect.

Por isso aqui estou eu 🙂

Exatamente 8 meses depois de ter sido operada (a 19 de Fevereiro) aqui estou eu com o lenço na cabeça, e a agradecer todos os dias a forma como a doença se tem portado comigo.
E porque acho importante partilhar e falar abertamente sobre o cancro da mama, conversar e conhecer outras mulheres que passam pelo mesmo, não criar à volta do tema um tabu….
O cancro bate-nos à porta, é real, tira-nos o chão dos pés, faz-nos encarar a vida de uma outra forma, faz-nos verter lágrimas que enchem oceanos….

Mas depois, felizmente, para uma grande maioria das mulheres, a vida segue.
E comigo assim tem sido – a vida tem seguido, e com qualidade 🙂

O meu pior momento?

Receber a notícia.
Receber a notícia abalou o meu mundo, deitou-me por terra, não queria acreditar, imaginava-me a viver um filme e que alguém finalmente ia chegar e dizer, ok, Paula, era brincadeira….

E os dias que precederam a operação,
chorei, chorei muito……não queria ser operada, queria tratar o cancro de forma natural e alternativa,  não queria tomar medicamentos, li muitos livros, fiquei muito baralhada…..
Mas depois não tive coragem, optei pela medicina tradicional. 🙂

Durante o processo:

Nunca tive dores, fui operada num dia e no outro dia ao pequeno almoço já estava em casa, não tive de fazer quimioterapia (que benção) , só radioterapia, e passado muito pouco tempo já estava de novo nas minhas aulas de yoga, a esticar o braço para a frente e para trás e a fazer sirshasana 🙂
Como me posso queixar?

(Mas não imaginam o que eu chorei por imaginar que não ia conseguir voltar a praticar yoga como dantes!!!)

Os meus simples conselhos para quem está a passar por um cancro da mama, ou para quem o quer prevenir:

  • Estejam sempre atentas ao vosso corpo, o corpo dá sinais.
  • Façam os vosso exames de rotina.
  • Façam exercício físico diário – caminhadas ao ar livre é excelente (15 minutos, pelo menos)
  • Respirem natureza e ar puro.
  • Descansem bem – deitar cedo, desligar as redes sociais, repousar, acordar bem.
  • Façam meditação – há agora muitas oportunidades de meditação guiada, por exemplo podcasts…
  • Alimentem-se bem – quanto mais natural for o que cozinharem, melhor. Comida simples, sem processados, sem açucares refinados…(o açucar alimenta as células do cancro!
  • Fujam de pessoas que não vos fazem bem, rodeiem-se das pessoas que vos querem bem.
  • Acreditem.

Sorriam, e agradeçam!

Note for myself:

O cancro pode voltar, mas enquanto não volta, é aproveitar cada momento da vida!

 

Já tinha falado de cancro da mama nestes posts – My Life with Breastcancer.

Foi a propósito do Cancro da Mama que ganhei gosto pelos Podcasts, no Soundcloud, com o nome #MybiggestBattle – podem ouvi-los, foram posts muito emotivos, onde encontrei uma forma de me libertar do peso que estava a sentir, especialmente antes da operação e nos dias imediatos – e soube-me muito bem falar para o microfone 🙂

Criei também esta conta de Instagram@pcalheirosb
onde fui partilhando todos os momentos chave do processo(operação, radioterapia, etc…).
Podem-se seguir também por lá.

 Agradecimentos:

Hospital Lusíadas Porto, onde fui operada
especialmente ao Dr Francisco Pimentel – que me deu a notícia e me fez a biópsia, e que me  continuará a acompanhar
ao Dr António Moura, que me operou e também me continuará a acompanhar
ao Dr Mário Conde – responsável pela parte estética

Mama Help
uma instituição excelente de apoio às Mulheres com Cancro da Mama
especialmente à Sara, que me fez fisioterapia.

IPO – Instituto Português de Oncologia
A toda a equipa da Radioterapia – onde fiz o tratamento durante 5 semanas.
A toda a equipa médica que me vai passar acompanhar nestes próximos anos.
E à Dra Teresa Bacelar, amiga de infância.

À minha família
especialmente aos meus pais, marido e filhos.
São o meu pilar.

A três amigas especiais, a quem recorri para pedir conselhos quando soube da notícia:
Graça Torres (amiga que passou pelo mesmo)
Filipa Guedes de Abrunhosa (vizinha e amiga que passou por um cancro, não da mama)
Francisca Guimarães (autora do blog Miss Kale) – para me aconselhar com terapias alternativas
Foram incansáveis comigo, estão-me no coração 🙂

Aos meus amigos e amigas
que me acompanharam nos piores momentos.
Os mesmo sabem quem são.

Aos maravilhosos leitores e seguidores do VivEr o Porto
Recebi mensagens muito bonitas, e de quem menos esperava
Foi muito bom receber esse apoio.
Obrigada!

E sim, quando se trata de cancro, ficamos frágeis, todo o apoio é Bem vindo 🙂

 

 

ENGLISH TRANSLATION VERY SOON 🙂

#WORLDBREASTCANCERDAY
#PARFOIS
#BREASTCANCER

By | 2018-10-19T18:59:08+00:00 October 19th, 2018|My life with Breastcancer|0 Comments

Leave A Comment