Orquestra de Jazz de Matosinhos leva o jazz para a Real Vinícola, o novo quarteirão das Artes em Matosinhos

Home/Orquestra de Jazz de Matosinhos leva o jazz para a Real Vinícola, o novo quarteirão das Artes em Matosinhos

Orquestra de Jazz de Matosinhos leva o jazz para a Real Vinícola, o novo quarteirão das Artes em Matosinhos

A Orquestra de Jazz de Matosinhos inaugurou no passado dia 21 de Setembro o seu novo espaço, no Quarteirão das Artes, como é chamado agora o quarteirão da Real Vinícola, em Matosinhos.
Um espaço de excelência para a divulgação do jazz nacional, num quarteirão que alberga também a Casa da Arquitetura, e que pretende dinamizar e agitar as mentes artísticas e o dia a dia da cidade.
Um espaço de visita obrigatória, de Matosinhos, para o mundo.

Matosinhos Jazz Orchestra opened last September 21 its new home, at the Arts Neighborhood, as it is called now the Real Vinícola Neighborhood.
A place remarkable for its excellency and to promote national jazz, in a neighbourhood that also hosts the Architecture House, and aiming to shake artistic minds and the daily life of the city.
A place for mandatory visit, from Matosinhos, to the world.

Orquestra de Jazz de Matosinhos

ORQUESTRA DE JAZZ DE MATOSINHOS
na REAL VINÍCOLA,
o quarteirão das Artes em Matosinhos

PT
A Orquestra de Jazz de Matosinhos nasceu em 1998, pelas mãos de Pedro Guedes, fundador e ainda hoje maestro da Orquestra, e de mais um pequeno número de apaixonados pelo jazz, grupo que ao longo dos tempos se foi mantendo mais ao menos coeso, contando hoje em dia com 17 músicos.
A OJM passou pelo Heritage, mais tarde pelo B Flat, e a partir de 2005 partilhando espaço com a Casa da Música, num crescendo de reconhecimento e de maestria, que culmina agora com a realização de um sonho – ter um espaço próprio.
Espaço próprio que está localizado na Real Vinícola, uma antiga instalação fabril, agora totalmente recuperada, albergando também a Casa da Arquitetura.
Ao longo de todo este tempo, a Orquestra de Jazz de Matosinhos teve como principal apoio a Câmara Municipal de Matosinhos.

A Inauguração, 

teve lugar no passado fim de semana (21 e 22 de Setembro), com um programa de entrada livre, que incluiu visitas guiadas ao espaço durante o dia de sábado, e um concerto às 22h com o músico Manel Cruz.

Eu lamentavelmente não assisti ao concerto, mas não quis perder a inauguração oficial, e a oportunidade de falar pessoalmente com Pedro Guedes, fundador e maestro da Orquestra De Jazz de Matosinhos.

Matosinhos Jazz Orchestra
at Real Vinícola, 
Arts Neighbourhood in Matosinhos

EN
Matosinhos Jazz Orchestra (OJM) was born in 1998, by Pedro Guedes, still the maestro of the orchestra today, and a group of jazz lovers. The group maintained more or less the same along the years, being nowadays 17 musicians.
OJM started playing at Heritage Bar, after that at B Flat, and since 2005 sharing place with Casa da Música, in a growing excellency of recognition, ending these days with a dream coming true – which is having its own place, its own house.

The place is at Real Vinícola, a previous factory, now completely rehabilitated and also hosting the Architecturte House (Casa da Arquitetura).
During all these years, OJM always had the support of Matosinhos municipality.

The opening ceremony,

took place last weekend (September 21 and 22) with a free entry programme, having guided visits to the place during the day, and a concert at open air with the musician Manel Cruz.

I was not able to assist the concert unfortunately, but was there to assist the official opening ceremony and to have a small talk with the maestro, Pedro Guedes.

Orquestra de Jazz de Matosinhos
O espaço foi inaugurado pela Presidente da Câmara de Matosinhos, Luísa Salgueiro/
The place was officially opened by Mayor of Matosinhos, Luísa Salgueiro

À conversa
com Pedro Guedes

I – Imagino que este seja um grande dia para si.
O que significa a inauguração da Orquestra de Jazz de Matosinhos aqui na Real Vinícola, em Matosinhos?

Ter o nosso próprio espaço é a concretização de um sonho, um sonho que queríamos há muito.
Depois de 21 anos sem casa própria (começamos pelo Bar Heritage, passámos pelo B Flat e mais recentemente na Casa da Música), aqui inauguramos em grande estilo, num espaço que reúne sala de ensaio e estúdio de gravação de orquestra e vários espaços de apoio.
Curiosamente, estamos muito perto do local inicial, o Heritage, que ficava neste mesmo quarteirão da Real Vinícola.
E, claro, estamos em Matosinhos, com o apoio da Câmara Municipal, que foi quem nos apoiou desde sempre, desde o início, em 1998.

II – O que muda a partir de agora? É uma nova fase para a Orquestra Jazz Matosinhos, com uma fasquia e expectativas mais altas?

Estamos num espaço com condições únicas, ao nível nacional e internacional, e que nos permitirá melhorar a nossa performance;
Aqui integramos também o CARA  – Centro de Alto Rendimento Artístico, e onde no âmbito da nossa parceria com o serviço educativo das escolas do concelho vamos poder receber as próprias escolas aqui, e alargar o nosso âmbito de atuação, o mesmo acontecendo com várias outras as parcerias que temos, como por exemplo com a Universidade do Porto (INESC- TEC),  e Instituto Politècnico do Porto , ESMAE.
Para além disso, aqui temos agora acesso a novas tecnologias que não nos era possível ter nos outros locais.

Queremos, acima de tudo, que este espaço seja um cruzamento de mentes artísticas, onde se promove o diálogo entre as artes, a ciência e as tecnologias.

III – Nota que há por parte dos jovens um crescente interesse pelo jazz?

Sim. O próprio ESmae criou um curso superior de Jazz, e temos tido um crescimento de músicos de qualidade, havendo hoje em dia muito mais concertos e muito maior divulgação do mundo jazzístico.

IV – Concretamente para este fim-de-semana, data da inauguração da nova sede aqui na Real Vinícola, e em que se irá realizar um concerto de Entrada Livre juntamente com o músico Manel Cruz, e várias visitas guiadas ao longo do dia de sábado – quais são as suas expectativas?

Dar a conhecer o nosso magnífico espaço e chamar pessoas para este quarteirão das Artes aqui na Real Vinícola, com um concerto ao ar livre numa festa que será muito bonita, com certeza.
E que se viva cada vez mais a música e o jazz.

Obrigada 🙂

Orquestra de Jazz de Matosinhos
Pedro Guedes, maestro Orquestra Jazz Matosinhos

Small talk with 
Pedro Guedes

I – I believe this is a great day for you.
What does it mean to do this opening celebration of the Orquestra de Jazz de Matosinhos new home here at Real Vinícola, em Matosinhos?

Having our own space is a dream coming true.
After 21 years without a house of our own (we strated at Bar Heritage, after that at B Flat, and recently at Casa da Música), here we start in a great style, in a place gathering rehearsal room, orchestra studio and some support rooms..
Curiously, we are located close to the first place when we started, at Heritage Bar, which was at this same neighbourhood as Real Vinícola.
And of course, we are located in Matosinhos, and with the support of the town hall, which has supported us since the beginning, in 1998.

II – What will change from now on? It is a new era for Orquestra Jazz Matosinhos, with much higher expectations?

We are in a place with unique conditions, nationally or internationally speaking, and this will allow us to improve our performance;
Besides that, we created CARA  – A Center for the High artistic Perfomance, where, within our partnership with the educational service with local schools, we will be able to receive the schools here, widening our partnership window, and this will also happen with the partnerships we have for example with Porto University  INESC-TEC and Instituto Politècnico do Porto , ESMAE.
We also have here access to new technologies which we could not have before.

We want this place to be, above all, a place for the crossing of artistic minds, promoting dialogue between arts, science and technology.

III – Do you notice a bigger interest for Jazz by the young people?

Yes, sure. Also ESMAE opened a Superior Course in Jazz, and we have been having an increase in talented musicians, and nowadays we have many more concerts, and much more disclosure, and people talking about jazz events.

IV – Regarding this weekend, the official opening of your new home here at Real Vinícola, and where it will take place a free entry concert with the musician Manel Cruz and some guided visits during the day, what are your expectations?

We want people to know this place, people to come here and get to know this excellent Arts Neighbourhood which is the Real Vinìcola, and we will have a concert at open air which will be a beautiful party.
And we want that people live more and more the music and the jazz.

Thank you 🙂

Orquestra de Jazz de Matosinhos
Real Vinícola
Av Menéres, 456
4450-201 Matosinhos
www.ojm.pt

By | 2018-09-27T09:59:05+00:00 September 26th, 2018|interviews, streets & places|0 Comments

Leave A Comment